Campo de busca

Post destaque 1

Post destaque 1
Maquiagem para pele negra

Post 2

Post 2
Dica de passeio: cachoeiras em Conceição do Mato Dentro!

Post 3

Post 3
A elegância das capas!

Post 4

Post 4
Tendência: Strappy Bra!

Post 5

Post 5
Uber: o que você precisa saber sobre o aplicativo que está mexendo com BH!

Dica de passeio: Cachoeiras em Conceição do Mato Dentro!

16 julho 2015

As férias chegaram e com ela, também, a vontade de descansar e conhecer novos lugares. Mas como a grana anda curta para muitos, nada melhor do que fazer essas duas coisas pertinho de casa e gastando menos, certo?!

Como muitos de vocês sabem, passei os últimos 5 meses morando em Conceição do Mato Dentro, cidade localizada a  167 km de Belo Horizonte e considerada por muitos como a capital mineira do ecoturismo por ter como principal atração a Cachoeira do Tabuleiro, terceira maior do país, com 273m de queda d’água. Mas engana-se quem acha que só de Tabuleiro vive Conceição... Essa é apenas uma das muitas cachoeiras que existem por lá.

Neste post reuni três lindas cachoeiras que visitei por lá… Todas muito fáceis de se chegar, sendo necessários poucos minutos de caminhada em trilhas, e por isso bem tranquilas de ir em família, levando até mesmo crianças e idosos, sem necessidade de tênis especiais e apetrechos do tipo.

- Cachoeira Três Barras11021172_1046548482028548_1513393474082244787_n

11030006_1041593269191493_197060915_o

Localizada próximo ao Povoado de Três Barras, daí a origem do nome, essa cachoeira tem altura aproximada de 13m. Incrustada num paredão de 40m de extensão, forma um grande poço, propício a mergulhos, evitando-se os blocos de pedras existentes em suas bordas. A parte de cima da queda d’água apresenta um poço comprido, formado pelo alargamento do rio Cubas e com águas muito tranquilas. A queda tem uma calha central onde passa grande volume de água.

Algumas grandes pedras deslocadas no período de sua formação ainda se encontram dentro do poço, formando pequenos espaços de recreação. A vegetação do entorno é alta e densa. Devido ao grande volume de água, ao poço e à sua relativa proximidade com a cidade, é um dos principais atrativos turísticos do município, atraindo visitantes em praticamente todas as épocas do ano.

O paredão da Cachoeira das Três Barras em Conceição do Mato Dentro também é muito procurado por escaladores e praticantes de rappel e, por isso mesmo, tem uma grande visitação, inclusive dos próprios conceicionenses. A cachoeira fica em uma fazenda particular, mas a visitação é permitida e gratuita.

Como chegar: O acesso até a Cachoeira das Três Barras em Conceição do Mato Dentro pode ser feito pela rodovia MG-010, sentido Belo Horizonte. São 13 km a partir da cidade até o trevo de Três Barras, a partir daí segue-se por mais 2km em estrada de terra até próximo ao alto da queda.

- Lago das Ninfas

11124455_1080190395331780_1480472017_n11164188_1080274365323383_1558471022_n

Pequena queda d'água que deságua sobre um poço em baixa profundidade de aproximadamente 15 m² cercado por vegetação densa. É possível ver o contraste entre o verde e o caramelo de suas águas devido à formação geológica. Ao logo do curso d'água existem ainda outros poços, pequenas piscinas e lajeados compondo um cenário exuberante. Localizado sentido Salão de Pedras e Pocinho Azul. São aproximadamente 5 km da sede e o restante do trecho é feito por trilha até o poço.

Como chegar: A partir da Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, descer a rua Daniel de Carvalho e entrar na avenida JK e subir até a Igreja de São Judas, onde deve-se entrar à esquerda e, passando pela ponte, seguir por aproximadamente 5km. A partir daí, segue-se por trilha até o poço.

- Cachoeira Rabo de Cavalo

11051046_1045633412120812_553607508_n

11042166_1045634152120738_522224615_n

Situada no Parque Estadual da Serra do Intendente, a cachoeira é formada pelo córrego do Teodoro e tem aproximadamente 150m de queda, dividida em três cascatas. A principal é formada por uma queda mais alta com água de córrego secundário e, como bate em pedra no início da queda acaba formando grandes respingos, que, com a força do vento a transforma em um elemento semelhante a um rabo de cavalo em movimento.

Um pouco mais abaixo e à direita da primeira, há uma queda de maior volume, dividindo-se em duas e chegando ao final em conjunto com outras. Há um grande poço com aproximadamente 1750 m2 (50 x 35 m) e profundidade desconhecida. Suas águas são escuras, limpas e muito frias. É possível atravessá-lo a nado e ficar embaixo da cascata. O poço é ladeado por um paredão rochoso e blocos de pedras de tamanhos variados.

O rio retorna seu curso entre grandes pedras no seu leito, sendo que neste percurso continua formando novas piscinas naturais. Na parte superior das quedas, formam-se belas piscinas naturais e quedas d’água menores, com destaque para a cachoeira do Altar, que cai de forma alongada, como uma cortina, formando um poço espumante. A vegetação é variada e apresenta espécies de gramíneas e matas mistas, com espécies de cerrado e mata atlântica.

Como chegar: São aproximadamente 13 km saindo pelo bairro Barro Vermelho em direção ao distrito de Itacolomi. A partir daí, são mais 10 km até o ponto do começo da trilha. Caminha-se, aproximadamente, 1h na trilha até o poço.

Quem não conhece muito bem a região e quiser algum tipo de informação, ou até mesmo pegar alguns mapas pode entrar em contato com a Secretaria Municipal de Turismo de lá.

Secretaria Municipal de Turismo
Praça João Paulo, nº 07 – Centro – CEP: 35860-000
Telefone: (31) 3868-2223 – Telefax: (31) 3868-1219
Horário de atendimento: 8h às 17h

Não são lindas essas cachoeiras? Não sei vocês, mas nunca tinha conhecido nenhuma de porte e beleza parecida com essas. Se vocês quiserem posso fazer um outro post com dicas de outras cachoeiras mais difíceis de se chegar, como por exemplo, a própria Tabuleiro. E ah, se vocês algum dia visitarem a cidade, não esquecem de vir aqui me contar, hein? :)

APOIE O BLOG NAS REDES SOCIAIS!

Facebook | Instagram

xoxo :*

2 comentários: