Campo de busca

Post destaque 1

Post destaque 1
Maquiagem para pele negra

Post 2

Post 2
Dica de passeio: cachoeiras em Conceição do Mato Dentro!

Post 3

Post 3
A elegância das capas!

Post 4

Post 4
Tendência: Strappy Bra!

Post 5

Post 5
Uber: o que você precisa saber sobre o aplicativo que está mexendo com BH!

AIRBNB: O QUE É, COMO FUNCIONA, DICAS E +

02 março 2016
Se existe algo melhor nessa vida que viajar, eu desconheço. Planejar as atrações que quer visitar, desbravar novos lugares, experimentar uma nova gastronomia, conhecer gente nova, sair da sua zona de conforto, se surpreender… Ah, não há nada que me inspire mais! <3 Viajar, porém, seja para dentro ou fora do Brasil, está cada dia mais caro. E é nessas horas que as pessoas procuram outras alternativas para economizar.


Uma delas, por exemplo, é o site Airbnb que liga pessoas que desejam anunciar seu espaço para hospedagem a viajantes que buscam por estadia. Criado em 2008 em São Francisco, EUA, e no Brasil desde abril de 2012, o site oferece opções em mais de 34.000 cidades e 190 países. O "Air" do nome vem de colchão inflável e "bnb" de "bed and breakfast", ou “cama e café da manhã”. A expressão resume a proposta do site: transformar qualquer tipo de espaço, mesmo um colchão inflável, em uma opção de estadia.


Como funciona

1. O hóspede busca as acomodações disponíveis (quartos compartilhados, quartos inteiros, e casas/apartamento inteiros) durante o período da viagem por região e preço. Ao encontrar o anúncio que mais se adequa a sua necessidade, ele faz uma reserva e espera a confirmação.
2. Com o pedido aceito (o anfitrião tem total liberdade para escolher as reservas que serão aceitas ou não, mas a colocação dos seus anúncios nos resultados de busca pode piorar caso sejam recusados muitos pedidos), o hóspede recebe o endereço completo, as instruções para chegar lá e as regras da casa. Ambos se comunicam para combinar o horário de “check in” e como o hóspede entrará caso o anfitrião não esteja em casa.
3. Quando a reserva é confirmada o Airbnb cobra o valor da hospedagem conforme a forma de pagamento escolhida pelo hóspede. O dinheiro só é repassado ao anfitrião na primeira noite de hospedagem.
4. Ao fim da estadia, anfitrião e hóspede são convidados a escrever sobre a experiência avaliando a limpeza, a veracidade do anúncio, a educação e a comunicação entre os dois lados. Juntas, as informações formam a reputação do usuário no site.

O Airbnb cobra dos anfitriões uma taxa de 3% sobre o valor total da reserva. Esse é o único pagamento que o anunciante faz à empresa pelos seus serviços.


Além do inegável fator economia (se hospedar pelo Airbnb é, em média, 45% mais barato que se hospedar em hotéis tradicionais), o grande apelo do Airbnb é cultural. Ao ficar na casa de um morador local, o hóspede experimenta a cordialidade e o estilo de vida do anfitrião e tem uma experiência mais próxima da de quem mora na cidade.

Minha primeira experiência com o Airbnb foi no último ano quando fui à São Paulo assistir a um show. Ao pesquisar os valores de estadia em um dos hotéis que considero ter uma das melhores relações custo-benefício da cidade, vi que eu e meu namorado teríamos bem mais conforto e pagaríamos bem menos pela estadia em um dos apartamentos oferecidos pelo site. Sendo assim, reservamos um pequeno apartamento com sala, quarto, cozinha e banheiro que pertencia a uma jornalista.

Nossa anfitriã foi super atenciosa e simpática! Fez questão de estar presente na nossa chegada para apresentar o apartamento, nos deu um mapa com o que ela considerava os melhores museus da cidade para se visitar, deixou escrito as atrações que ela recomendava no bairro, bem como restaurantes, padarias e supermercados e se manteve disponível durante toda a nossa estadia. A decoração do apartamento era uma graça, e a limpeza e a organização impecáveis. Resultado: adoramos a experiência e temos mais duas reservas para outras cidades esse ano! :)

Algumas das opções incríveis de hospedagem. Tem castelo, ônibus, casa na árvore, cúpula…

Se você se interessou, aqui vão algumas dicas para aproveitar o serviço da melhor forma possível:

Dicas

1. Defina o valor limite da diária que você está disposto a pagar.
2. Use o mapa ao lado dos anúncios para refinar as buscas por bairros específicos. Se você vai se locomover na cidade através de transporte público, dê preferência aos anúncios que estejam em bairros que oferecem mais linhas de ônibus e que estejam próximos às estações de metrô.
3. Dê preferência aos anúncios com maior número de avaliações e comentários e leia-os para averiguar a experiência de outros hóspedes com a estadia.
4. Verifique se as fotos do anúncio possuem a marca d’água de verificação ou a frase “foto verificada” abaixo da legenda. Isso significa que elas foram verificadas pelo site e são verdadeiras.
5. Verifique se o local atende suas necessidades, como por exemplo, presença de wifi, elevador, estacionamento, se é permitido fumar, se são permitidos animais, dentre outros.
6. Se até aqui estiver tudo ok, vá ao perfil do(a) anfitrião(ã). Leia sua descrição e analise se ele ou ela possui identificação verificada, fotos, e se fala seu idioma. Se quiser troque algumas mensagens para tirar dúvidas, analisar se é educado(a), quanto tempo leva para responder, dentre outros.
7. Em viagens internacionais, prefira pagar com Paypal ou boleto. Assim você paga a cotação do dia, ao invés de correr o risco de uma valorização da moeda até a fatura do cartão de crédito chegar.

Espero que tenham gostado de conhecer um pouco mais sobre o Airbnb e que as dicas ajudem os futuros hóspedes. Se tiverem dúvidas me escrevam aí nos comentários! :)

APOIE O BLOG NAS REDES SOCIAIS!

xoxo :*

2 comentários: